buscado recentemente

Justiça homologa acordo de pagamento de indenizações de vítimas de Algodões


O Desembargador Brandão de Carvalho conduziu a audiência final do processo e destacou que este acordo, certamente, foi um dos maiores já ocorridos na Justiça estadual


O Tribunal de Justiça do Piauí (TJ) homologou nesta sexta-feira (07/04 o acordo de R$ 60.000.000.00 (sessenta milhões) entre Estado do Piauí e as vítimas da tragédia de Algodões, ocorrida em 2009.
 
Desembargador Brandão de Carvalho conduziu a audiência que homologou o acordo. 
 
O Desembargador Brandão de Carvalho conduziu a audiência final do processo e destacou que este acordo, certamente, foi um dos maiores já ocorridos na Justiça estadual. Ele também detalhou partes do acordo, que será cumprido pela Secretaria de Assistência Social e Cidadania do Estado (SASC).
 
“Este acordo põe fim a todas as demandas judiciais coletivas e individuais que tramitavam na Justiça em virtude do desastre natural ocorrido no passado. O Estado vai pagar o valor acordado em 30 meses, iniciando já neste mês de abril. A data para o pagamento pelo Estado é até o dia 25 de cada mês, iniciando agora e encerrando em setembro de 2019. Na condução dos trabalhos, fico agradecido que este impasse judicial tenha sido finalizado pela via da pacificação”, evidenciou o Desembargador Brandão de Carvalho, agradecendo ao empenho de todo sua equipe de servidores.
 
Professor Corsino e Deputado Marden Meneses.
 
Para o professor Corsino Medeiros, presidente da Associação das Vítimas da Barragem de Algodões (ABAVA), emocionado, comemorou o fim da luta pelas idenizações. "Estamos todos felizes e é hora de nos alegrarmos por esse passo tão importante", garantiu. 
 
A ação contou com a defesa do advogado Antonio Carlos Galli, da RSGALLI Advogados Associados de São Paulo. Responsável pelo caso desde o início, o advogado garantiu que a causa ganha significa muito para os moradores atingidos pelo acidente.
Antonio Carlos Galli foi o advogado responsável pela causa.
 
O secretário de Fazenda, Rafael Fonteles, afirmou que o dinheiro que será usado para pagamento das idenizações virá do Tesouro Estadual. "O dinheiro destinado virá do tesouro. Nós já planejávamos isso, como fazíamos com o pagamento das pensões", garantiu. 
 
Secretários de Fazenda e Assistência Social estiveram presentes na audiência.
 
Estiveram presentes à audiência também integrantes do Executivo como Kildare Rone (Procuradoria do Estado), Rafael Fonteles (Secretaria de Fazenda), José Santana (SASC), Ricardo Pontes (Emgerpi). O deputado estadual Marden Meneses representou o Legislativo, além de ser também um dos fundadores Associação das Vítimas da Barragem de Algodões (ABAVA), que também esteve representada por seu presidente, Corsino Medeiros.




© Copyright ClubeSAT 2017. Todos os direitos reservados.