buscado recentemente

Motoristas de ônibus fazem protestos pelo Centro de Teresina


A categoria pede o fim da multa por valores furtados do caixa. O Setut informa que só é cobrado quando o valor é superior ao estabelecido pelo Sistema de Transportes


Motorista e cobradores de ônibus realizaram protesto hoje pelo Centro da cidade. A categoria parou em diversos pontos, como a Praça da Bandeira, praça Saraiva e Av. Frei Serafim. O protestou iniciou a partir das 9h pela região do centro em Teresina. Em seguida, a categoria dirigiu-se pela Av. Frei Serafim até a Câmara dos Vereadores. Com um carro de som, os sindicalistas cobram por mais segurança no transporte e melhores condições de trabalho.

(Foto: Roberta Aline)

De acordo com a categoria, o protesto de hoje deve contar com mais de 200 ônibus parados pelas ruas da Capital. Uma das passageiras do transporte, Raimunda Amorim, apoia o protestos, mas diz que isso prejudica a movimentação das pessoas pela cidade.

Um dos motoristas afirma que é uma injustiça cobrar de um trabalhador, que recebe aproximadamente R$ 1.800, uma multa de 3 mil reais. Para ele, o trabalhador é prejudicado e em todos os casos é penalizados.

A categoria protesta contra multas aplicadas e a insegurança dentro dos ônibus. Os trabalhadores pedem também a instalação do ‘Botão do Pânico’. "Nós vamos passar todo esse mês de outubro fazendo manifestações. Se não conseguirmos, vamos entrar em novembro e dezembro”, afirma o presidente do sindicato, Fernando Feijão.

Reunião no legislativo

A reunião na Câmara Municipal inicíou ainda hoje pela manhã, por volta das 11h. Um requerimento formal solicitou a presença de órgãos como  OAB, a Strans, o Setut, Ministério Público do Trabalho. Estiveram presentes somente os representantes do Setut, Strans e OAB, além de motoristas e cobradores.

O sindicato cobra uma proposta de segurança própria para o transporte público, como o caso de uma delegacia especializada, câmeras de segurança e mais policiamente. 

Atualizada Às 11h20

Uma parte do transporte coletivo de Teresina deve paralisar nesta terça-feira (10) a partir das 9h e retomar as atividades por volta do meio dia. A categoria afirma que o protesto busca reivindicar melhorias nas condições de trabalho, como o fim do pagamento pelos valores subtraídos do caixa quando são vítimas de assalto.  

(Foto: Francicleiton Cardoso)

Os trabalhadores devem concentrar-se na Câmara Municipal de Teresina e, com isso, afetar cerca de 70% da frota, o que corresponde a 440 ônibus.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transporte Rodoviária (Sintetro), Fernando Feijão, os motoristas cobram a suspensão imediata das multas cobradas aos funcionários em casso de assalto.

Por meio de nota, o Setut informou que quando acontecem os furtos e os valores levados são superiores ao determinado pelo Sistema de Transporte, esses valores são descontados do cobrador, visto que o mesmo não seguiu a regra estabelecida pela operadora, de só manter os $30,00 na gaveta, ficando assim sujeito às penalidades previstas.





© Copyright ClubeSAT 2017. Todos os direitos reservados.