buscado recentemente

Museu do Piauí comemora 118 anos de Odilon Nunes


Além das atividades em decorrência do aniversário do historiador, diversas atividades irão ocorrer durante o mês de outubro


“Cada peça dessas conta um pouco da história do Piauí, desde a pré-história até a contemporaneidade”, com essas palavras, a diretora do Museu do Piauí, Dora Medeiros, resume a ideia do local. O espaço que hoje conta com 7 mil peças, anualmente comemora, no dia 10 de outubro, o aniversário do historiador Odilon Nunes.

diretora do Museu do Piauí, Dora Medeiros. (Foto: Roberta Aline)

Nesta semana, na terça (10), o Museu relembrou a importância do historiador Odilon para o Piauí. Nascido em amarante em 1899, Odilon Nunes ocupou a cadeira 34 da Academia Piauiense de Letras.

Nascido em Amarante, Odilon foi um importante historiador para o estado. (Foto: Ascom)

“Nós estamos comemorando nessa semana o aniversário de nascimento do nosso grande historiador Odilon Nunes que completa 118 anos. Em 1999 foi sancionado uma Lei, de nº 5086, para que o museu passasse a ser denominado de casa de Odilon Nunes em homenagem a esse ilustre historiador”, explica Dora.

Com entusiasmo ao destacar a importância da memória para um povo, a diretora da casa de Odilon Nunes, ressalta a importância da presença do público infantil em museus. “Esse mês teremos muitas atividades. Ontem tivemos uma palestra sobre a vida e obra com o professor Petrônio Paula. Tivemos também oficina de colagem. E o nosso público alvo é o público infantil, principalmente da rede pública”, afirma.

Alunos da rede municipal em visita ao museu. (Foto: Roberta Aline)

Além disso, ela deixa claro o formato que o Museu do Piauí almeja avançar. “Um museu dinâmico e vivo”, responde quando questionada sobre os projetos para o espaço. Para Dora, um dos principais fatores que mantém vivo um museu é a presença das pessoas, e, com isso, é importante agregar ao espaço espetáculos como o teatro, música e dança para atrair as pessoas.

O que encontro em outubro no museu?   

Além do acervo fixo, com aproximadamente 7 mil obras espalhadas, o visitante encontrará palestras, exposições fotográficas e aulas temáticas. Ainda nesta quarta-feira (11), pela tarde, ocorrerá uma oficina de percussão para crianças, com Carlos Conga, músico idealizador e fundador do projeto “Tambores da Bahia”.

Espaço dedicado para a memória indígena no Piauí. (Foto: Roberta Aline)

No dia 18 de outubro ocorrerá uma aula temática “A história da independência do Piauí”, em alusão ao dia do Piauí. E no dia 28 ocorrerá uma exposição fotográfica e lançamento do livro “Por aí”, do fotógrafo João Freitas. A mostra do artista ficará no Museu até o dia 15 de dezembro.

O Museu também possui dois novos espaços voltados especificamente para o público afro e indígena. Além do mais, existe no espaço que retratam boa parte da cultura popular. A diretora ressalta a relevância das peças. “É importante lembrar que são peças originais, não são réplicas. Temos seis ambientes que vão deste um quarto de fazenda, até representações das lendas daqui”, finaliza.

(Foto: Roberta Aline)
(Foto: Roberta Aline)

O Museu do Piauí – ou Casa de Odilon Nunes – funciona de terça ao domingo. Durante a semana o espaço abre às 8h e fecha às 17h30. Aos fins de semana funciona das 8h às 12h. O museu foi fundado em 1941, mas apenas em dezembro de 1980 o Palácio na Praça da Bandeira torna-se sede da instituição.





© Copyright ClubeSAT 2017. Todos os direitos reservados.