buscado recentemente

Servidores técnicos-administrativos da UFPI deflagram greve


A categoria garante que alguns serviços serão mantidos com efetivo de 30% de servidores


Os servidores técnicos-administrativos da Universidade Federal do Piauí (UFPI) deflagraram uma nova greve na manhã desta sexta-feira (10). A categoria contesta o grande número de servidores terceirizados prestando serviços na universidade.

André Gonçalves, representante da categoria, explica que alguns serviços funcionarão com um efetivo reduzido, e outros ficaram suspensos. "O efetivo será reduzido naqueles serviços que não lidam diretamente com a vida, nem com o patrimônio da universidade. Hoje, os laboratórios de pesquisa, hospitais universitário e veterinário, a segurança trabalharão com apenas 30%. Os demais serviços que não são considerados essenciais não funcionarão", afirmou.

André garante que a greve não afetará a aplicação da segunda etapa da prova do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM). "Localmente, decidimos não intervir no Enem. Mas, caso haja uma orientação nacional, vamos reavaliar o movimento", frisa André Gonçalves. 

Mesmo sendo uma ação nacional, o Instituto Federal do Piauí (IFPI) não aderiu ao movimento, por ter uma filiação sindical a parte.

A greve atinge os campi de Teresina, Picos, Parnaíba, Bom Jesus e Floriano, além dos colégios agrícolas.





© Copyright ClubeSAT 2017. Todos os direitos reservados.