buscado recentemente

Justiça ordena nomeação de 22 reprovados em psicotécnico


Caso de PM que matou criança de nove anos abriu a discussão; Governador diz que é preciso levar em consideração o parecer de psicólogos e psiquiatras sobre os candidatos, mas não contesta a Justiça


O governador Wellington Dias (PT) confirmou hoje (04) em coletiva no Palácio de Karnak, que mais 22 liminares estão chegando ao Governo para que militares que não passaram em exames psicotécnicos no último concurso sejam chamados para assumirem postos na polícia. O caso da morte da criança de nove anos, Emily, por um policial que havia assumido a farda através de liminar levantou a questão.

Segundo Wellington, é um problema que precisa ser resolvido. Ele diz que não devem ser desconsiderados os pareceres de psicólogos e psiquiatras que reprovam os exames, mas garante que não desconsidera a legitimidade do Tribunal de Justiça em conceder as liminares.

(Foto: Roberta Aline | ClubeSAT)

“Chamo a atenção porque há outras liminares mandando que pessoas que foram reprovadas no psicotécnico do último concurso sejam admitidos na atividade. Não estamos falando da competência do Judiciário, mas a necessidade de se verificar a parte técnica, equipe de psicólogos e psiquiatras que dão um parecer dizendo que não estas pessoas não estão aptas”, afirmou.

O governador ainda confirmou que receberá no Karnak a mãe da criança Emily, com data ainda a ser marcada. “Foi encaminhado para o Judiciário e de forma muito transparente vão estar cuidando. Recebi um pedido da mãe da Emily, vou receber ela. Ninguém pode trazer de volta a vida dela, e nós estamos falando de mais um policial que foi reprovado pelo psicotécnico, que prova que tem competência”, completou.

Vídeo acima mostra abordagem policial que resultou em morte da criança de nove anos. 




© Copyright ClubeSAT 2017. Todos os direitos reservados.