buscado recentemente

Marun critica governadores e lembra déficit do Piauí


O ministro também criticou os parlamentares que dizem que a reforma na Previdência é necessária, mas que não há clima para a sua aprovação


O ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, afirmou nesta terça-feira (06) que será preciso administrar danos caso a Reforma na Previdência não seja aprovada. Em sua fala, o ministro também criticou os governadores que não se decidiram sobre o apoio e citou o caso do Piauí.

Segundo Marun, alguns governadores "de dia criticam a reforma e à noite rezam por ela". Ele mencionou dois Estados governados pelo PT em que o déficit previdenciário é elevado: Minas Gerais, com R$ 16 bilhões em 2017, e o Piauí, com R$ 1 bilhão no ano passado.

O ministro também criticou os parlamentares que dizem que a reforma é necessária, mas que não há clima para a sua aprovação. "Preferem passar por covardes do que burros". Com ironia, disse que era melhor então "chamar a moça do tempo".

Esta semana o presidente Michel Temer disse que o governo não pode ficar discutindo a reforma da Previdência ao longo de todo o ano e afirmou que o tema precisa ser votado nas próximas semanas, independentemente do resultado.

“Nós estamos chegando à conclusão de que não há como deixar esse tema permanentemente o ano todo”, disse. Para ele, ficará difícil continuar trabalhando a pauta após esse período.





© Copyright ClubeSAT 2017. Todos os direitos reservados.