Publicado em: 19/05/2017 10:47:00   -   Atualizado: 19/05/2017 15:05:20

Crise de Temer afeta políticos do Piauí

Maioria de deputados e senadores do Estado têm votado a favor das reformas do presidente. Nacionalmente, já se discute barrar o andamento das reformas.

As reformas da previdência e trabalhistas é tema de intensas discussões. Porém, o fato ocorrido entre Temer e o empresário Joesley Batista (dono da JBS) comprometeu esse processo.

A reforma trabalhista, proposta pelo governo federal, foi aprovada no dia 27 do mês passado. Foram 296 votos contra 177 a favor para aprovação. Dos deputados piauienses, apenas Assis Carvalho (PT) votou contra a proposta.

Presidente Temer, na câmarada dos deputados. (Foto: divulgação)

A proposta foi enviada para o Senado. E, perante a reforma, estão 3 senadores piauienses com o poder para votar contra ou a favor. São os senadores Ciro Nogueira (PP), Elmano Férrer (PMDB) e Regina Sousa (PT).

O cientista político, Robert Bandeira, avalia o cenário. Ele diz que esse momento afeta o Piauí, principalmente, por conta das votações das reformas do trabalho e da previdência. “Seus posicionamentos a favor das reformas agora ficam abalados já que o Governo Federal perde a credibilidade por conta de escândalos envolvendo negociata que visa angariar apoios selados com corrupção. Assim, os votos a favor das reformas, por parte dos parlamentares do Piauí, representam uma aliança à essas corruptas negociatas”, opina.

O cientista político, Roberta Bandeira, acrescenta que os parlamentares devem continuar com seus posicionamentos, pois o governo adiantou seu apoio a eles através de financiamentos e liberação de Emendas Parlamentares. Assim, também, o governo mantém uma política de perdão e financiamentos, praticamente sem juros, para empresas que financiam campanhas políticas.

Congresso Nacional diante disso

O relator da reforma da Previdência, Arthur Maia (PPS-BA), disse ontem que essas denúncias tornaram crítico o cenário para avançar com quaisquer reformas. “É hora de arrumar a casa, esclarecer fatos obscuros, responder com verdade a todas as dúvidas do povo brasileiro, punindo quem quer que seja, mostrando que vivemos em um país em que a lei vale para todos", acrescenta o deputado em entrevista.

Sessão da Comissão de Assuntos Econômicos (Foto: divulgação/agência senado)

A equipe econômica já descartou a aprovação da reforma da Previdência no primeiro semestre deste ano. O clima no congresso é de perplexidade e frustração diante das notícias. Os técnicos avaliam que também no segundo semestre é inviável, por conta da proximidade com as eleições em 2018.

No senado, o calendário da reforma trabalhista também foi adiado devido clima de instabilidade. O relatório iria ser entregue, na próxima terça-feira (23), à Comissão de Assuntos Econômicos. A votação estaria prevista, inicialmente, entre os dias 12 e 15 de junho.

Entenda o cenário

Nesta quarta-feira (17), o site do jornal "O Globo" informou que o empresário Joesley Batista entregou ao Ministério Público Federal a gravação de uma conversa entre ele e o presidente Michel Temer na qual os dois discutiram a compra do silêncio do deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ).


A empresa JBS Friboi, principal alvo da nova fase da Operação Lava Jato aparece como forte doadora de campanha de políticos. (Foto: divulgação)

Após a publicação da reportagem, a reação no Congresso Nacional foi imediata. Parlamentares da oposição e também da base aliada passaram a cobrar a renúncia de Temer e a defender o impeachment.

Nesta última quinta (18), o próprio presidente fez um pronunciamento, no qual disse que não renunciará à Presidência da República.

Em razão das delações da JBS, o ministro do Supremo Tribunal Federal Luiz Edson Fachin, relator da Lava Jato no STF, autorizou a abertura de um inquérito para investigar o presidente. Assim, o presidente passa a ser formalmente investigado pela Operação Lava Jato.

Entidades manifestam-se

Após denúncias contra Temer, diversas entidades manifestaram-se contra o governo. A partir de nota, a Associação Nacional dos Procuradores do Trabalho (ANPT) e Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra) colocaram que “do ponto de vista ético e instituição a manutenção de um governo se torna inviável”.

A nota foi lançada nesta última quinta (18). Os principais pontos citados é a pronta suspensão da votação das Reformas Trabalhistas e Previdenciária. Ambas as entidades reiteram que se caso as denúncias contra Temer sejam confirmadas, é inviável a continuação deste processo.

 Leia a íntegra da nota das entidades:

Entidades da Magistratura e do Ministério Público, subscreventes dessa nota, tendo em vista a gravidade do momento político, vêm a público afirmar o seguinte:

As notícias divulgadas pelos órgãos de imprensa, revelando condutas incompatíveis de importantes agentes políticos, inclusive do Presidente da República, se confirmadas, comprometem e inviabilizam, definitivamente, do ponto de vista ético e institucional, a manutenção de um governo já amplamente rejeitado pela opinião pública.

O que aponta o vasto noticiário dá conta de um claro movimento destinado a obstruir as ações do Poder Judiciário e do Ministério Público, mais que isso, visando comprar o silêncio de réu da Operação Lava- Jato.

O que se espera das instituições é a imediata apuração dos fatos e responsabilização dos envolvidos, com pronta suspensão de todas as agendas políticas tão sensíveis como são as Reformas Trabalhista e Previdenciária, que necessariamente demandam tranquilidade pública e normalidade institucional.

 Neste momento, as autoridades constituídas devem zelar, sobretudo, pela preservação dos direitos de cidadania e do Estado Democrático de Direito. Para isto, a Magistratura e o Ministério Público seguirão vigilantes.

 

Fonte: Redação
Publicado por: Marcos Vieira

Tags: congresos, congresso, Piauí, reforma, renuncia, Temer, '
Publicado em Política
PUBLICIDADE

Comentários

 
Comente usando:
Sair
Foto | usuário

900 caracteres

Nenhum comentário ainda...

Municípios

Mais municípios

Contato

Av. Frei Serafim, 2425 - Centro
64.000-20 . Teresina . Piauí
Fone: 86 3085-3892
marcarodape © Copyright 2013-17, clubesat.com
Desenvolvido por: Time Propaganda