Publicado em: 19/04/2017 17:09:00   -   Atualizado: 20/04/2017 09:00:44

Presidente da Comissão de Licitação de Cocal pede exoneração após operação policial

John Brendan Brito Oliveira pediu afastamento do cargo no dia 18 de abril

Após quase 15 dias da operação Escamoteamento, deflagrada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e Polícia Rodoviária Federal (PRF), que investigou crimes de licitação em cidades do norte do Piauí, o presidente da Comissão de Licitação, John Brendan Brito Oliveira, do município de Cocal, principal alvo da polícia, pediu exoneração do cargo.

john-ex-presidente
John Brendan aparece de camisa cinza nesta foto sendo encaminhado coercitivamente para a delegacia na época da operação (Foto: Divulgação/PRF-PI)

 

O portal Clubesat entrou em contato com o ex-presidente e em entrevista, o servidor disse que pediu afastamento para cuidar de problemas pessoais.

“Pedi o afastamento ontem (18) e o prefeito da cidade (Rubens Vieira) acatou meu pedido. Sai do cargo para tratar de problemas pessoais. Entrei na presidência em 2015, e o cargo pede rotatividade, então, perto do limite de tempo resolvi pedir o afastamento, mas continuo servidor público da cidade como auxiliar administrativo”, disse John Brendan.

Nossa reportagem questionou o servidor se a operação policial teria relação com seu afastamento, ele negou.

“De forma alguma o meu afastamento está relacionado a operação da polícia que aconteceu em Cocal, muito pelo contrário. Essa operação confirmou o trabalho ileso do município e estamos abertos a qualquer órgão competente na ajuda das investigações”, falou o ex-presidente da Comissão de Municipal de Licitação de Cocal.

Tentamos entrar em contato com o promotor Rômulo Cordão, coordenador do Gaeco, para saber se existe alguma investigação contra John Brendan Brito Oliveira, mas tudo ocorre em sigilo policial.

Veja aqui a publicação no Diário Oficial dos Municípios sobre a exoneração do presidente da Comissão de Licitação de Cocal

Entenda a operação Escamoteamento

A operação Escamoteamento foi deflagrada no dia 7 de abril em cidades do norte do Piauí, a cidade de Cocal era o alvo principal. A ação teve o objetivo desbaratar uma organização criminosa de cartéis de licitações que atuavam em três cidades do norte do Piauí –  Bom Princípio, Buriti dos Lopes e Cocal, que tem como prefeito Rubens Vieira, do PSDB - cometendo crimes como lavagem de dinheiro, fraude em licitação, corrupção ativa e passiva. Os 96 mandados estão sendo cumpridos no Piauí e Ceará. Os presos são de Tiaguá-CE.

Oito pessoas foram presas: Carlos Kennedy, Alisson Bezerra, Denis Fontenele, Francisco Mendes, Ana Carolina Portela, Fernando Cícero Moreira, e Jansen Nunes. Outro suspeito identificado como Valdson Gerônimo ainda está sendo recambiado para Teresina. Segundo o superintendente da Polícia Rodoviária Federal no Piauí (PRF-PI), Welendal Tenório, eles alegaram inocência no momento da prisão, ainda que a investigação apresente provas contra os mesmos.

Saiba mais:

Polícia deflagra operação contra empresas acusadas de fraudes em licitações em Cocal e mais duas cidades do PI

Fonte: Redação
Publicado por: Redação

Tags: Cocal, Comissão, exoneração, Licitação, Operação, presidente
Publicado em Geral Política Cocal
PUBLICIDADE

Comentários

 
Comente usando:
Sair
Foto | usuário

900 caracteres

Nenhum comentário ainda...

Municípios

Mais municípios

Contato

Av. Frei Serafim, 2425 - Centro
64.000-20 . Teresina . Piauí
Fone: 86 3085-3892
marcarodape © Copyright 2013-17, clubesat.com
Desenvolvido por: Time Propaganda