Publicado em: 19/04/2017 11:35:15  

Teresina sedia seminário de revisão do sistema de custos em obras públicas

O evento pretende mostrar em detalhes a revisão do Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil

A cidade de Teresina será a 13ª capital do país a receber o  "Seminário de Avaliação do Sistema de Referência de Preços Sinapi", na quinta-feira (27/04), a partir das 8h da manhã, no auditório da Fiepi. O evento pretende mostrar em detalhes a revisão do Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil (Sinapi) que é a tabela oficial para elaboração de orçamentos de obras públicas com recursos da União.

O primeiro seminário foi em 2013 e de acordo  assessor técnico da Câmara Brasileira da Indústria da Construção Civil (CBIC), Geraldo de Paula Eduardo, de la para cá vem dando transparência ao mecanismo de controle de preços de insumos em obras Públicas. "Estávamos chegando a um ponto em que a tabela estava lá e orçamentistas, empresários e os próprios engenheiros não sabiam usar da melhor forma. Os encontros são bem técnicos e ajudam a todos se familiarizarem melhor com a ferramenta, que é gerida pela Caixa Econômica Federal".

Uma das apresentações será do engenheiro e vice-presidente de Edificacoes do Sindicato Da Indústria da Construção Pesada de Minas Gerais  (Sicepot-MG), José Soares Diniz Neto. "Ele é um apaixonado pelo sistema e o conhece como ninguém entre os empresários do Brasil. O José Neto também faz parte do corpo técnico da CBIC e esta passagem dele pelo Piauí será muito valiosa para quem quer aprender mais sobre o Sinapi", enfatiza o engenheiro Geraldo de Paula.

A Caixa Econômica Federal vem atualizando o sistema a cada 6 meses, com novidades em insumos e custos por região. Um consultor da Caixa também vai estar no evento e apresentará como se chega a esses preços e quais são as atualizações do sistema. O IBGE é um grande parceiro do banco na composição do Sinapi. "Muita gente que trabalha todo dia com orçamento pensa que o Sinapi é apenas nacional, mas ele já nasceu regionalizado. Há insumos com até mil tipos e cem familias de até 50 preços distintos cada uma, cabe ao orcamentista da obra e do governo pensarem também no custo de transporte até  o canteiro, partindo da cidade de compra, normalmente, uma capital" explica Geraldo. 

 

Fonte: Redação
Publicado por: Redação

Tags: '
Publicado em Local
PUBLICIDADE

Comentários

 
Comente usando:
Sair
Foto | usuário

900 caracteres

Nenhum comentário ainda...

Municípios

Mais municípios

Contato

Av. Frei Serafim, 2425 - Centro
64.000-20 . Teresina . Piauí
Fone: 86 3085-3892
marcarodape © Copyright 2013-17, clubesat.com
Desenvolvido por: Time Propaganda